28 de out de 2013

Charlie Christian - Guitarrista inovador e inspirador (Frases V7-V7-IM)

Charlie Christian foi, certamente, um dos guitarristas mais influentes e imitados na história do jazz. Seu fraseado, composto por intervalos harmônicos simples, tornou-se um dos pontos de partida para o desenvolvimento do gênero Bebop, que teve Charlie Parker como um dos principais representantes.


Charlie Christian

Sendo um dos pioneiros da guitarra elétrica (foi aluno de Eddie Durham, guitarrísta de Jazz que inventou a guitarra elétrica), você pode supor que sua linguagem não era grande coisa, o que é um engano. Sua maneira de tocar o era muito original e suas harmonias eram "complicadas". Além disso, do ponto de vista rítmico Christian era impressionante (com suas longas e articuladas frases de colcheias) de modo que John Hammond, um empresário bem conhecido, comparou-o a Lester Young, um saxofonista muito inovador na época.


Lester Young

O fato é que Christian entrou como um raio na cena musical americana do final dos anos trinta, e imediatamente tornou-se um ponto de referência para os solistas de todos os instrumentos musicais. Era capaz de improvisar por muito tempo, sem nunca ser chato, graças ao seu senso ritmico, que encontrava na síncopa e em riffs, seus pontos fortes. Seus solos eram em sua maioria compostos por linhas melódicas simples, sem muitos acordes ou bicordes, como se imitasse o saxofone, (principal instrumento na improvisação Jazz daquela época e talvez até hoje), graças à escola de Lester Young e Coleman Hawkins.

Harmonicamente, as frases de Christian eram baseadas principalmente em escalas pentatônicas e blues com muitas aproximações cromáticas para a "target note" (nota alvo). É possivel ainda encontrar em seus solos algumas passagens de tríades e arpejos com sétima , como o uso do arpejo m7b5 sobre um acorde dominante, refletindo a refinada abordagem "Bluseira" de Christian.

A extraordinária facilidade de construção das frases rítmicas de Charlie Christian , fez dele um precursor e inspiração para os músicos seguintes, como Charlie Parker e Dizzy Gillespie, que construiram seus lendários solos Bebop somente de seqüências rítmicas e divisões de frases que o guitarrista "gênio" já havia começado a tocar no final dos anos 30. Razão pela qual Christian foi tão importante para a história do jazz e sobretudo, da guitarra.


Charlie Parker e Dizzie Gillespie

Basicamente, você pode dizer que sua arte foi o resultado de uma fusão entre várias influências como: Os grandes guitarristas de blues da época (Blind Lemon Jefferson), o Jazz de câmara de Eddie Lang, o som do saxofone Lester Young e o nascimento da guitarra elétrica, o que permitiu a Christian elevar suas linhas melódicas ao mesmo nível de som de seus colegas com instrumentos de sopro das bandas de swing. Tudo isso combinado, claro, com um grande talento.

À exemplo de outros nomes do Jazz, Charlie Christian veio a falecer de forma prematura, aos 25 anos de idade em 2 de março de 1942 vítima de tuberculóse.

Neste vídeo é possível conferir um pouco da genialidade de Christian.


Segue algumas frases ao estilo de Charlie Christian !!!

Frase 1 (V7-V7-IM6)

Repare que sobre Eb7 temos a tríade de Dbm (IVm), gerando Eb7b911.


Frase 2 (V7-V7-IM6)

Nesta frase temos as notas do acorde Bb713 e novamente Dbm sobre Eb7.


Frase 3 (V7-V7-IM6)

Neste exemplo temos a tétrade de Dm7b5 sobre Bb7 gerando Bb79.


Frase 4 (V7-I7)

Outra vez temos uma tétrade m7b5 tocada sobre um acorde M7 (técnica muito utilizada por Christian) mas desta vez Cm7b5 sobre Ab7, gerando Ab79.


Bons estudos e até a próxima !